(Resenha) Se eu ficar - Gayle Forman


Edição: 1 Editora: Novo Conceito ISBN: 9788581635415 Ano: 2014 Páginas: 224 Tradutor: Amanda Moura
Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas.

Quando li a sinopse de Se eu ficar nada me chamou atenção. Li algumas resenhas e continuei na mesma, porém era tanta gente falando sobre o livro e minha timeline no facebook ficava infestada de coisas sobre a obra o tempo todo, principalmente por causa da adaptação e do elenco que muita gente adora, que tive que conferir a obra. Não vou dizer que morri de amores, nem que se tornou um dos melhores livros da minha vida, nem que me marcou... Mas posso dizer que entendo porque tantos, em sua grande maioria, adolescentes ficaram tão encantador com o que criou Gayle Forman. Por que? Continuem lendo a resenha.

Antes de começar a contar a premissa em si, tenho que deixar claro uma coisa : Não vou dar muitos detalhes. Para ser sincera, na minha opinião, a sinopse já conta mais do que o suficiente, mas vamos lá. Basicamente Mia é uma daquelas meninas que ficam na sua fazendo o que gosta e é diferente das outras, não dá problema para os pais, arranja aquele namorado bacana e vive em uma família feliz. Até que um acidente a separou de tudo isso de maneira gritante, fazendo-a ver toda sua vida virar de cabeça para baixo do ponto de vista de um observador - tipo um "fantasma" - sem poder fazer nada a respeito. Ou melhor, talvez ela possa. Em uma situação de coma será que a pessoa é a responsável pela decisão de permanecer ou partir?

Como sou malvada não darei mais detalhes, tipo nenhum. Mas digo de cara o que me incomodou e me impossibilitou de marcar 5 estrelas : A típica história clichê da menina sem sal que não entende porque o cara bacaninha está com ela. Mia até tenta dizer que não é a mais sem sal e que o namoradinho dela não é o mais popular da escola, mas ela dá a entender isso o tempo todo. Como já li livros demais e vi filmes demais com isso, preciso dizer : é chato, é desnecessário, é batido e me irrita.

Realmente precisava começar jogando essa opinião, porque não seria Paula se não tivesse o feito. Porém esse é exatamente o motivo pelo sucesso todo do livro. Tem a garota sem sal, como a maioria das adolescentes se sentem, que encontra o cara perfeito, sonho da maioria delas, e tem aquela dose de drama que faz todo mundo chorar, coisa que muita gente adora. Então eu diria que pegaram ingredientes básicos (e batidos) de um drama de sucesso, juntaram isso a uma narrativa bem feita e criaram mais uma história cinematográfica. Exatamente isso. Cinematográfica... Afinal, não tinha visto o livro fazer sucesso antes de sair toda informação sobre a adaptação.

É um livro ruim? Não, não diria que achei ruim, só não achei que trouxesse algo de novo, que me fizesse chorar e me emocionar, apesar de ter uma mensagem bonita sobre família, vida e morte. Vou assistir a adaptação? Sem dúvida! E quando o fizer talvez fale para vocês o que achei, se não for por aqui será no facebook. A história ainda conta com uma continuação, que eu ainda não li, mas estou com bastante vontade (na verdade é mais curiosidade ) e provavelmente farei isso (e resenharei) em breve.

15 comentários:

  1. Oi Paula.
    Concordo, Mia é sem sal, não simpatizei com ela, fria, distante.
    Não foi tudo aquilo que eu esperava, e não foi tão emocionante, acredito que a adapatção promete algo bem mais tocante.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  2. Eu também não senti muita vontade de ler o livro. Só resolvi o ler por causa de toda a histeria que estão fazendo. Todo mundo está falando, então quero conferir e saber qual a minha opinião.
    Mas, tenho a sensação de que terei a mesma opinião que você.
    2surrealistas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. poxa pena que não curtiu muito o livro ;w;
    eu pretendo ler ele pq o pessoal tem falado mega bem, mas to baixando minha bola com medo de não curtir sabe.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?
    Então este é o tipo de livro que eu prefiro deixar pra depois rs. Deixa a onda "Se eu ficar" passar, deixa sair do cinema e lá pra 2015 eu leio, sem tanta interferência kkk. Enfim, gostei muito da sua resenha, também me incomoda bastante esses clichês YA. Bjus!!
    http://www.magisbook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi!

    Eu vi este livro na bienal e não comprei. Estava imaginando que seria mais do mesmo e essa sua resenha me ajudou a resistir ao livro por mais um tempo. Vou fazer o oposto do que normalmente faço e vou assistir ao filme primeiro.

    Beijos!
    Monica (My Little Corner of The World)

    ResponderExcluir
  6. Vi que esse livro gerou bastante polêmica aqui no Brasil, que teve gente "desgostando" e que a suspeita era a tradução ruim. A premissa até me chamou atenção, mas fiquei com receio. Não sei se vou ler, mas seus comentários me deixaram curiosa. Ótima resenha.

    Abraço!
    http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Amiga tenho que confessar que não li sua resenha, porque eu estou exatamente nesse momento lendo ele e não quero ler nada assim que entregue alguma coisa da história (risos)
    Mas até agora estou gostando bastante e espero que eu curta também o filme, pois de alguma forma os personagens me envolveram, principalmente o Adam, o namorado da Mia que tá fazendo de tudo para vê-la. Achei isso muito fofo. Enfim...Vamos ver se eu vou aprovar o livro até os finalmentes, pois estou quase terminando também e espero gostar bastante.
    Se cuida linda e fica com Deus

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Foi ótimo ler sua opinião, Paula! Estou procurando vontade pra ler o livro ou ver o filme hahaha

    ResponderExcluir
  9. Oi, Paula! Tudo bem?
    Então, eu queria mais ler o livro justamente pelo filme e todo o bafafá que a história causou nas pessoas do que por interesse pela trama em si. Na verdade, acho a premissa até interessante, mas essa coisa da Mia ser uma personagem sem sal ou açúcar e insegura não me agrada, muito pelo contrário, me irrita e já não sei mais se essa será uma leitura proveitosa. Li muitas resenhas com a mesma opinião e isso vem me desempolgando ainda mais, conclusão: melhor deixar esse livro para outra hora. Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Paula, como vai?
    Eu simplesmente amei esse livro e amei o filme também.
    Concordo com você que teve o clichê da menina sem sal que ganha o cara foda, mas isso não me incomodou em nada, pelo contrário, esse livro ganhou meu coração.
    Beijos,


    www.enquantoestavalendo.com

    ResponderExcluir
  11. É... infelizmente parece um livro feito só com base na fórmula de 'sucesso' atual. Vou pular o livro, mas dar uma chance ao filme (em casa).

    Beijos
    Thiago - Blog GentleGeek

    ResponderExcluir
  12. Ai esse livro está em todos os blogs que eu leio. kkkkk
    Estou muito ansiosa para ler, mas vou deixar a poeira acalmar primeiro. kkkkk

    Bjs
    Hayanne Deise Lins
    > Sentido Literário <

    ResponderExcluir
  13. Oi, Paula!

    Quero tanto ler esse livro, ma saber que as continuações ainda não saíram aqui desanima um pouquinho... hahah

    Bj,
    http://aquelecliche.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Adoro resenhas sinceras e a sua está escorrendo sinceridade. Adorei sua resenha mesmo, me deu uma visão mais clara da obra. Até agora só tinha visto elogios.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro

    ResponderExcluir
  15. Oi Paula. Realmente foi um boom essa história, mas todas resenhas que leio dizem que ela não é tudo isso. Me parece ser mais uma história água e sal, como você mesmo disse. Bjoks da Gica.

    umaleitoraaquariana.blogspot.com

    ResponderExcluir

Página Anterior Próxima Página Home